domingo, 22 de fevereiro de 2009

Reclamações...

Antes de começar eu lembro a você, dileto leitor, que o primeiro post a ser lido é o que se encontra abaixo deste, e que foi o primeiro que eu postei hoje.

Você pensa que eu vou ficar reclamando de um monte de coisas nesse post, não é? Você quase acertou. Eu vou reclamar das pessoas que reclamam.

Você já percebeu que as coisas nunca estão boas? As pessoas sempre têm algo para reclamar.

Ano passado, todos reclamavam, pois estavam fazendo cursinho e não queriam isso. Esse ano as pessoas (da minha turma) passaram em medicina e estão fazendo o que querem, certo? Não. Elas continuam reclamando. Porque “ah, agora tem bioquímica...”, “ah, tem que estudar anatomia...”, “ah, agora tem duas horas de BioCel...”...

Dá-me uma raiva disso (note a colocação pronominal da frase... maravilhas do Word). Elas queriam tudo isso e agora não param de reclamar. Agora, será que elas queriam isso mesmo? Isso nem elas devem saber, talvez...

Eu penso diferente. Ao invés de reclamar que anatomia tem vários nomes para decorar eu fico feliz que eu tenho que decorar todos eles... Eu queria isso. Melhor que decorar o que os professores de cursinho falam, já pela segunda, terceira ou mais vezes.

E não é somente sobre as aulas que as pessoas reclamam. Hoje tem sol e está quente, então “ah, está muito quente, abafado”. Amanhã chove e esfria, então “ah, essa chuva só atrapalha”. Daí para de chover e continua frio, então “ah, está muito frio”. Nunca está bom. Se há sol reclama-se do sol, se chove reclama-se da chuva...

Já que comentei sobre o tempo quero abrir um parênteses sobre o tempo aqui em Curitiba ontem. De manhã havia sol e estava muito quente. No início da tarde o sol deu lugar a várias nuvens de chuva e a temperatura ficou um pouco mais amena. No fim da tarde começou a chover e deu uma boa refrescada. De noite continuava chovendo, mas já estava frio. Aqui o clima é para todos os gostos, mas aposto que há pessoas que reclamaram o dia inteiro.

Bem, era isso. Já postei duas vezes no mesmo dia, já que nos próximos dias eu talvez não esteja inspirado o suficiente para escrever.

5 comentários:

guilherme disse...

como quase sempre...o primeiro a comentar =D

1- Sim, as pessoas sempre reclamam...isso é normal, a gente nunca tá satisfeito com as coisas que tem...eu já reclamei por ter trocentas mil coisas pra ler, mas muitas vezes já senti uma emoção inesplicável por estar em uma aula sobre...idade média (que pra mim é algo estupendo).

2- E essa história do tempo...é semrpe assim. Eu me lembro dakela vez em 2005 que deu akela estiagem/seca aqui em Erechim, as pessoas viviam reclamando que não chovia, faziam novenas...e nada adiantava. Até que num belo dia choveu...mas choveu né...um dilúvio que se estendeu a semana inteira...bom, as pessoas queriam chuva né, eu tava todo faceiro...daí começou: ah, porque essa chuva é um nojo, fica chovendo, não dá rpa fazer nada, pq isso pq aquilo...ah vão se catar!
Eu não posso falar muito, eu reclamo do calor...mas pq isso afeta meu humor...nunca reclamei de frio, e de chuva eu só reclamo quando não dá rpa lavar roupa...e sempre que dá eu tomo banho de chuva =D.
A gente não manda no tempo, portanto reclamar é algo sem motivo...o que se tem a fazer é se adaptar para não sofrer...mesmo que para isso você precise sofrer antes...agora...já sobre estar na faculdade...é outra história...
Mas um dia a gente vai sentir falta do tempo da faculdade. è um tempo bom, legal, divertido, vamos sentir falta assim como sentimos do ensino médio, da preguiça no ensino fundamental...etc... ou seja..."no day but today" "I live this moment as my last"

guif_ disse...

Realmente...

Só para constar, você teria adorado sair hoje comigo para ir na Footwork...

Olhando para fora, na sacada, se via apenas o sol e algumas nuvens... Quando eu cheguei no portão eu vi que do outro lado do prédio eu vi que eram muitas nuvens (de chuva) e algum sol... Pensei: "Ah, não vai chover até eu chegar na Footwork... Olha só quanto sol (detalhe: visto que havia sol olhando-se da sacada, eu não peguei um guarda-chuva)"... Ledo engano... Alguns minutos depois, na parada do ônibus começou a chover... Entrei no ônibus e algum tempo depois começou o dilúvio. Choveu muito. E a chuva era muito diagonal... Ela estava caindo quase de lado... Desci na parada e o dilúvio continuava... Não tinha o que fazer. Esperei um pouco e quando a chuva pareceu estar um pouco mais fraca sai correndo... Corri, corri até chegar na (alagadíssima) entrada da Footwork... Ensopadíssimo (para continuar usando superlativos)... Parecia que eu tinha lavado meu cabelo de tão molhado... Mas um detalhe: como a chuva estava super diagonal, minhas costas permaneceram secas... Nem úmidas elas ficaram...

Treinar molhado daquele jeito foi tãao bom... ¬¬

Depois eu acabei secando... mas mesmo assim...

=/

Esse banho de chuva você perdeu Guilherme...

heh

Se pelo menos eu o tivesse perdido...

=D

PS: Eu deveria ter escrito outro post e não só um comentário... =P

guilherme disse...

Mas parece que tu é feito de açucar...morre de medo de se molhar na chuva, eu acho legal. Quarta feira eu sai com a Luiza pra comprar lã e eu tomei um banho de chuva tão bom *.*

haha, mas essa de olhar pra fora, ter sol, e chegar na parada e chover...essa é inédita ehuiwheuiwhuiew

joão disse...

concordo que as pessoas reclamam demais, e só dão valor quando perdem

e eu gosto de chuva :)

Tuka disse...

As pessoas querem Medicina e pensam que vao encontrar o que? D:

E bom... os humanos nasceram para reclamar, alias.. alguns parecem que nasceram so pra isso.

E eu reclamo MESMO quando faz muito calor ¬¬ [aeae vou sobreviver a Porto Alegre?]
por mim poderia chover 9 meses ao ano :D
sem falar que podia ser sempre inverno mimimi